COM NOVAS LICENÇAS, SAMARCO DÁ PRIMEIRO PASSO PARA VOLTAR A OPERAR

Data 12/12/2017

Com novas licenças, Samarco dá primeiro passo para voltar a operar

A Samarco ganhou nesta segunda-feira (11) licenças prévia e de instalação da cava Alegria Sul, que fica no complexo da empresa em Mariana, em Minas Gerais. O local deverá ser usado como novo depósito de rejeitos de minério. Com elas, a companhia pode começar obras de adaptação e ampliação do local. As operações da mineradora estão paralisadas desde o dia 5 de novembro de 2015, quando a barragem de Fundão, que armazenava os rejeitos, se rompeu e ocasionou a tragédia que matou 19 pessoas.

Para voltar a operar, agora, a Samarco só depende da aprovação do Licenciamento Operacional Corretivo e de uma licença de operação da Alegria Sul – documentos que não têm previsão para serem expedidos. Com isso, a mineradora também não sabe quando voltará a operar.

OBRAS NA CAVA

De acordo com a Samarco, ainda precisam ser retiradas desta cava cerca de 13,5 milhões de toneladas de minério para que o local possa ser usado como depósito. A cava, como é chamada, é de onde a empresa extraía o minério de ferro para usar nas próprias operações.

A companhia acredita que a cava Alegria Sul consegue atender por cinco anos a demanda da Samarco. Isso porque uma outra licença, que ainda precisa ser concedida, prevê que no primeiro ano de uso 100% do rejeito seja depositado no local, ao passo que, a partir do segundo ano, apenas 20% do material deve ser despejado na cava. É que os 80% restantes, de acordo com a companhia, se trata de areia – que passará a ser filtrada e empilhada.

A licença para uso e reforma da cava foi protocolada em junho do ano passado e teve as autorizações dadas nesta manhã (11). A segunda licença, que dará à Samarco o direito de voltar a operar, foi protocolada em setembro deste ano. De lá para cá, a empresa já participou de audiências que tratam dessa liberação.

Fonte: MINING.com

Compartilhar: