Coema aprova projeto de mineração

Data 19/09/2017

Coema aprova projeto de mineração

O Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) aprovou, nesta quinta-feira (14), o Projeto de Extração de Calcário, apresentado pela empresa Carbopar Carbomil Participações Mineração e Administração S.A. O empreendimento voltado à produção de magnesita e outros derivados será instalado na zona rural de Tabuleiro do Norte, no Vale do Jaguaribe, onde a interessada mantém outras empresas de extração e beneficiamento de calcário. A nova planta ocupará 20 hectares de uma área total de 421 hectares.

O investimento declarado para fase inicial de implantação será de R$ 1.752.551,00. O início das operações está previsto para 2019. O projeto prevê a lavra a céu aberto com bancadas de dois metros, característico de áreas com grande abundância do minério. A produção anual estimada é de 3.240 toneladas R.O.M (de minério bruto), com regime operacional de 220 dias/ano. O volume total de minério disponível da área é de 2.700.000 toneladas. Para esgotar a jazida seriam necessários mais de 500 anos.

Impactos

De acordo com o Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima) aprovados pelo Coema, 23 comunidades estão na área de influência do projeto. As mais próximas são Pedra Preta, com 113 famílias, e Aroeira D’água, com 61, distantes 13 e 14 quilômetros, respectivamente. Os impactos foram apresentados aos moradores da área, em audiência pública realizada no dia 17 de agosto, na comunidade Baixa Grande. Uma pesquisa apontou que 58% dos moradores são favoráveis ao projeto. Ainda de acordo com o estudo, 15 planos de controle e monitoramento ambiental serão executados pela empresa, para reduzir os impactos e evitar maiores perdas aos recursos naturais.

Fonte: MINING.com

Compartilhar: